quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

SOLIDARIEDADE 2ª PARTE

Em boa altura se lembraram de procurar ajudar os infelizes, os desprotegidos da vida.
Gostei de ver o que vi nos Noticiários Televisivos.
Uma grande parte destas pessoas está tão habituada ao seu seu viver que abdicam de ir usufruir de um pouco de melhor aconchego, de qualquer das formas é de louvar o empenho das pessoas e entidades que a isso se propuseram fazer.
Existem muitos sem Abrigo que a mim me deixam a interrogar-me o porquê daquele modo de vida e por muitas justificações que dêem custa-me a acreditar na sua veracidade.
Tem de haver motivos fortes para por esta vida enveredarem, mas parece-me que na maioria escondem a verdade.
Se digo isto é porque tenho conhecimento causa, não interessa agora de onde vem o meu conhecimento, mas que vivi muito directamente com estes factos, é uma verdade e por isto digo que a maioria dos factos relatados por essas pessoas a quem o destino as pôs nessa situação, contam muitas coisas e motivos mas escondendo quase sempre a verdadeira razão para que foram para essa vida.
Aqueçamos-lhe os estômagos, tenha-mos compaixão deles e delas e não os ESCORRACEMOS!!!