quarta-feira, 5 de agosto de 2009

A F I N A L ????

Nos primeiros tempos e noutros não muito atrasados, muito pessoal me interrogava que de mim nada sabiam, que eu era um pouco estranho etc. etc.
Decidi satisfazer curiosidades, mas no entanto não surtiram muito efeito porquanto as pessoas que mais se interrogavam, não aparecem a ler o que de mim podem e quereriam saber.

Chama-se a isto, trabalhar para o Boneco, é que para além de eu não saber escrever, outras trabalheiras tive.

Está exposto, está á disposição!!!

8 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

Trabalhar para o Boneco é uma grande seca!
Está exposto e à disposição...aonde?
Um abraço!

Antonio saramago disse...

em historias da vida.

Judite (Dite) disse...

Olá amigo!
Nunca se trabalha para o boneco, quando temos alguém que comenta as nossas histórias. E como digo no meu blog:" Nâo é quem melhor fala e escreve que tem as coisas mais interessantes a dizer".
Gosto muito do teu espaço por ser diferente de muitos.
Deverá continuar sem dúvida alguma.
Estamos aqui para o ouvir.
Um beijo,
Judite

Anjo Negro disse...

Ai k tu tás rezingão ...
Calma ...
Beijos grandes Anjo Negro

Menina do Rio disse...

Estou com tendinite e só vim te deixar um beijinho

KOTTA disse...

Já li histórias da vida e fiquei a conhecer um bocadinho mais sobre este grande Senhor. Bjo

Joice Worm disse...

Olá António,
Também acho que nunca trabalhamos para o boneco. A vida é feita de momentos e tudo aquilo que tocamos, fazemos, criamos ou até mesmo as palavras que escrevemos e falamos, serve perfeitamente para contribuir para o nosso crescimento e bem dos outros... Veja por outro tipo de sentimento: Quando você sentou para escrever, teve que lembrar de ti e de coisas do seu passado, com certeza escolheu aquilo que podería ser contado, mas não deixou de ter feito uma introspecção profunda de alguns momentos da sua vida. A isso se chama reciclar e limpar a alma.
Assim que, se a pessoa não leu, já não interessa. Ela foi importante para que você se auto-valorizasse e compreendesse a si mesmo.
Uma grande beijoca para ti, amigo meu.
Joice

alfabeta disse...

Não apanhei esta!

:)