segunda-feira, 21 de julho de 2008

22 / 23 DE JULHO - eu e minha MÃE !



Embora já não estejas entre nós, já estás numa nova vida, uma vida de sossego, onde não se briga, não se ralha e muito menos se ofende, nunca esquecerei o dia do teu Aniversário.
Sei que fui sempre um filho um bocado ausente , mas isso se ficou a dever em muito a culpa tua minha mãe, porque sempre fizeste para que eu fosse o teu menino e isso fez com que eu me sentisse sempre protegido por ti.
Primeiro, venho deixar-te uma flor em sinal de que estás sempre presente em mim, quero dizer-te que sonho muitas vezes contigo ,dizem que isso é um chamamento que estás a fazer, estás a pedir algo e a única coisa que te posso dar é recordar-te, a tua Nora manda dizer muitas Missas para ti porque afinal de contas e apesar de vocês as duas muitas vezes serem o gato e o rato, ela nunca deixou de sentir algo muito forte por ti também
Vou festejar este dia 22 de Julho como se na minha presença e em vida estivesses e quero que saboreies um pedacito deste bolo que encomendei para ti.
Obrigado MÃE!
No dia a seguir a teres feito 20 Anos, tiveste um dia terrível, o dia que me puseste no Mundo e é nesse dia 23 de Julho, um dia a seguir ao teu que eu também faço anos, mas não conta muito para mim este dia, nunca contou, foi sempre e somente mais um dia passado na minha vida e assim continuará a ser.
De qualquer das formas tento festejálo consoante as possibilidades.
Tu festejas aí em cima... Eu lembrar-me-hei de ti cá em baixo.
Por quanto tempo não sei, mas quando chegar o meu dia, espero ir para junto de ti, novamente.

VAI ESPERANDO POR MIM!